Natal Mercedes
EDITORIAL

O novo normal nas estradas: a vida durante e após a pandemia

JÁ SABEMOS QUE O MUNDO NÃO SERÁ MAIS O MESMO, MAS QUEM SABE SERÁ AINDA MELHOR PARA TODOS OS IRMÃOS ESTRADEIROS...

Romulo Felippe

Romulo FelippeRomulo Felippe é diretor de redação da Revista Caminhões. Envie sua sugestão: romulo@editoraviver.com.br

24/06/2020 18h07Atualizado há 7 meses
Por: Romulo Felippe
1.029

Quais são as lições que tiraremos da pandemia da Covid 19? Muitas, certamente. Um dos períodos maiscinzentos da história da humanidade está em curso, ceifando centenas de milhares de vidas e contaminandomilhões de outras. E, para piorar, as sequelas econômicas invariavelmente serão muitas. Para todos os países, sem exceção.

 

***

 

Cabe a nós, do transporte rodoviário de cargas, seguirmos as premissas necessárias para sairmos do buraco noqual nos encontramos. Isso se dá através de uma tríade que, de toda forma, conhecemos bem: trabalho, planejamento e crença. Sim, crença. Fé. Porque, sem um pensamento positivo, não há bem que perdure. Apenasmal que se antecipa.

 

***

 

É preciso que olhemos os dias vindouros com otimismo. Afinal, o que nos resta senão a esperança de diasmelhores? Pense como minimizar os gastos que mais impactam suas viagens, sem jamais abrir mão de itenscomo segurança, comodidade e profissionalismo. É tempo de estudar e angariar conhecimento que permitapotencializar o nosso negócio, assim como cortar gorduras excessivas relativas a gastos desnecessários.

 

***

 

Muito se tem falado do “novo normal”, que, entre outros, diz respeito ao estilo de vida que levaremos daqui emdiante. Por exemplo, usaremos máscaras de proteção e higienizaremos as mãos e afins por longos meses ainda.Pelo menos até princípios de 2021. Menos socialização, mesmo nos postos de paradas. Assim como osprofissionais de saúde, os caminhoneiros também possuem obrigação em não disseminar ainda mais acoronavirus.

 

***

 

Muito já se falou, inclusive no último editorial aqui nessas páginas da Caminhões, o quanto o estradeiro éfundamental nas trincheiras da frente de combate contra a pandemia. Vital e essencial. Mas, como todos osdemais profissionais do país, também vivem seus dias difíceis. De luta constante, muitas vezes contra tudo econtra todos.

 

***

 

O importante é que cada caminhoneiro e frotista tenha a consciência de que os tempos são difíceis, mastambém transformadores. Inclusive de oportunidades. Porque, entre outros, é possível que valorizem ainda maiso profissional do volante. Que reconheçam o quanto são fundamentais para o nosso país e para o mundo. Maslhes digo, de coração: sejam confiantes porque tudo vai passar. Tenho fé que melhores dias virão. A bonançasurgirá após a tempestade...

 

 

 

“...que nos preparemos para o futuro de forma a tirar o melhor dos nossos brutos, reduzindo custos emaximizando as viagens. Pensar cada passo e acreditar, acima de tudo, que o melhor está por vir... 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários