Natal Mercedes
Mercado

Daimler planeja mudanças e pretende trocar seu nome para Mercedes-Benz

Com a mudança, uma participação majoritária significativa da Daimler Truck será distribuída aos acionistas da atual Daimler

04/02/2021 11h58
Por: Redação da Revista Caminhões
115

A Daimler planeja uma mudança fundamental em sua estrutura, com a intenção de liberar todo o potencial de suas atividades para um futuro com zero emissão e condução por meio de softwares. O conselho supervisor e o conselho de administração da Daimler decidiram avaliar uma divisão acionária do negócio de caminhões e ônibus e começar as preparações para uma listagem separada da Daimler Truck.

O objetivo é que uma participação majoritária significativa da Daimler Truck seja distribuída aos acionistas da atual Daimler. Assim, a companhia de caminhões e ônibus terá uma administração com total autonomia e uma governança corporativa própria, incluindo um presidente do conselho supervisor independente, pretendendo se qualificar como uma empresa integrante do DAX (Deutsche Aktienindex - relação das 30 companhias abertas alemãs de melhor performance). 

A expectativa é que a listagem da Daimler Truck na Bolsa de Valores de Frankfurt seja completada antes do final de 2021. Além disso, a Daimler também planeja trocar seu nome para Mercedes-Benz no momento apropriado.

"Este é um momento histórico para a Daimler, o que representa uma profunda remodelação da companhia”, afirma Ola Källenius, presidente do conselho de administração da Daimler e Mercedes-Benz.

“Com clientes diferentes e caminhos tecnológicos e necessidades de capitais específicos, a Mercedes-Benz Cars & Vans é a marca de carros de luxo mais valiosa do mundo, enquanto a Daimler Trucks & Buses provê soluções de uma empresa líder em transportes e serviços para seus clientes”, completa Källenius.

Ainda segundo o executivo, ambas as empresas operam em indústrias que estão passando por grandes mudanças tecnológicas e industriais. “Nesse contexto, acreditamos que elas poderão operar de modo mais efetivo como entidades independentes, equipadas com uma forte liquidez e livres das limitações de uma estrutura conglomerada".

Como parte de uma estrutura corporativa mais focada, tanto a Mercedes-Benz como a Daimler Truck também serão apoiadas por entidades financeiras e de serviços de mobilidade próprias, promovendo vendas com financiamento, leasing e soluções de mobilidade individualizadas, aumentando a retenção e reforçando a lealdade dos clientes.  Nesse processo, a empresa planeja designar recursos e equipes da atual Daimler Mobility, tanto para a Mercedes-Benz como para a Daimler Truck.

“Confiamos na força financeira e operacional de nossas duas divisões de veículos. E estamos convencidos de que a administração e governança independentes permitirão a elas trabalhar com maior rapidez, realizar investimentos visando o crescimento e cooperação, tornando-se assim significativamente mais ágeis e competitivas”, acrescentou Källenius.

A Daimler Truck pretende gerar valor para seus acionistas com a aceleração da execução de seus planos estratégicos, elevando sua lucratividade e levando adiante o desenvolvimento de tecnologias livres de emissões para caminhões e ônibus.

"Este é um momento muito importante para a Daimler Truck. Com nossa autonomia, sem dúvida alcançaremos ainda mais visibilidade, transparência e maiores oportunidades”, diz Martin Daum, membro do conselho de administração da Daimler Truck e presidente do conselho de administração da Daimler Truck.

“Nós vamos crescer muito mais e continuar com a nossa destacada liderança em propulsores alternativos e automação. Por exemplo, já definimos o futuro de nossos negócios com caminhões elétricos movidos a bateria e células de combustível, assim como o nosso posicionamento em relação à condução autônoma. Por meio de parcerias bem direcionadas, vamos agora acelerar o desenvolvimento de tecnologias chave para levar com rapidez os melhores produtos da categoria para os nossos clientes", informa Daum.

Ele ainda afirma que a Daimler Truck já possui uma sólida base financeira com um modelo de negócios robusto. “Vamos continuar trabalhando na administração de nosso fluxo de caixa e saberemos lidar com os ciclos de mercado da indústria. Nós demonstramos isso na significativa redução do mercado global devido à Covid e temos estratégias claras para elevar nosso desempenho financeiro e acelerar sua execução. Para isso, vamos utilizar as nossas conhecidas marcas globais, nossa escala produtiva e excepcional tecnologia para entregar resultados no mais alto nível da indústria”, afirma.

A Daimler Truck é a maior fabricante mundial de Caminhões e Ônibus, ocupando posições de liderança na Europa, América do Norte e Ásia, possuindo mais de 35 filiais ao redor do mundo.

Com mais de 100 mil empregados, ela reúne sete marcas sob um único teto: BharatBenz, Freightliner, Fuso, Mercedes-Benz, Setra, Thomas Built Buses e Western Star. Em 2019, um total de meio milhão de caminhões e ônibus foram entregues aos clientes, gerando um faturamento de 40,2 bilhões de euros para a Daimler Trucks e 4,7 bilhões de euros para a Daimler Buses. O Ebit (lucro antes dos juros e impostos) da Daimler Trucks alcançou 2,5 bilhões de euros, enquanto a Daimler Buses atingiu 283 milhões de euros.

Manfred Bischoff, presidente do conselho supervisor da Daimler, vê a listagem planejada no mercado acionário como um passo importante para gerar valor. "A Mercedes-Benz e a Daimler Truck entram nessa transformação com força e estamos convencidos de que emergirão ainda mais fortes como empresas independentes, atendendo aos seus respectivos clientes”, diz Bischoff.

O executivo ainda complementa dizendo que com perfis de retorno e necessidades de capital diferentes, a explicação para duas entidades independentes fica evidente. Os mercados de capitais apreciarão a oportunidade de investir em negócios focados e com atividades exclusivas.

Michael Brecht, presidente do conselho geral de trabalhadores da Daimler, endossou os planos: "A transformação de nossa indústria está avançando rapidamente. Para mantermos o ritmo, precisamos investir em inovações de forma ousada e mais rápida. Para isso, vamos estabelecer um fundo de inovação com um volume de 1,5 bilhão de euros para a Daimler Truck, além de nossos atuais planos financeiros”. Ele explica que isso permitirá investir em novos produtos e tecnologias, desempenhando um papel ativo e que contribui com as ideias.

“Isso vai dar um apoio adicional a nossas filiais e ajudará a manter os empregos. Além disso, acordos coletivos negociados, como os nossos acordos trabalhistas, continuarão em vigor até o final da década. A independência planejada dará à Mercedes-Benz e à Daimler Truck muitas vantagens, e continuaremos a fazer tudo ao nosso alcance para assegurar os interesses de nossos colegas. Temos uma oportunidade única de formalizar de maneira proativa e sustentável nossas atividades de veículos comerciais para ajudar a escrever o próximo capítulo da história de sucesso da Daimler Truck”, conclui.

Reunião

Inicialmente, a estrutura da transação envolveria a Daimler transferindo a maioria da Daimler Truck para os seus acionistas em uma divisão pro-rata de acordo com as ações existentes, mas a empresa quer manter uma participação minoritária. A representação da Daimler no conselho supervisor da Daimler Truck será alinhada à desconsolidação planejada.

Isso marca o início do processo para finalizar a transação. Portanto, não será possível dar um detalhamento completo dos vários temas financeiros e técnicos envolvidos, incluindo a parcela exata a ser listada e a proporção de alocação até uma data futura. Todos os detalhes adicionais sobre a distribuição planejada serão apresentados aos acionistas numa assembleia extraordinária que acontecerá no terceiro trimestre de 2021.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários