Natal Mercedes
Frotista

Grupo Risa amplia e renova a frota com a aquisição de 63 caminhões MB

Entre os modelos estão 50 Actros 2651 6x4 que serão acoplados a tritrens no transporte de soja, milho e sorgo

27/11/2020 13h19Atualizado há 2 meses
Por: Editora Viver
1.884

O Grupo Risa, maior empresa do agronegócio do Norte e Nordeste, com sede em Balsas, no Sul do Maranhão, adquiriu 50 Actros 2651 6x4 para renovação e ampliação de sua frota. A empresa chega agora a 172 caminhões desse modelo da Mercedes-Benz. Eles estão em operação desde 2018. A gigante nordestina também adquiriu mais 13 caminhões divididos entre modelos Atego, Axor e o primeiro Novo Actros de sua frota.

Na Risa, os cavalos mecânicos puxam tritrem, mas nesse caso a multicomposição foi idealizada pela própria empresa e desenvolvida em conjunto com a Librelato Implementos Rodoviários. São três carretas com basculamento lateral para uso na colheita de soja, milho e sorgo.

O tritrem agiliza o descarregamento de grãos no Porto de Itaqui, em São Luís do Maranhão, numa média entre 600 e 1.000 km de distância conforme a área agrícola, e volta do porto com fertilizantes para as fazendas próprias e de produtores parceiros. Os caminhões também fazem a logística entre as unidades da empresa e o transporte de adubos e calcário.

“Os nossos Actros operam principalmente com tritrens, mas também com rodotrens. Estes extrapesados Mercedes-Benz ganharam a aprovação na empresa pela melhor performance entre todas as marcas de caminhões da nossa frota, tanto é que estamos renovando novamente com Actros”, diz José Antônio Gorgen, diretor presidente do Grupo Risa.

“O Actros nos dá resultados em termos de economia no consumo de combustível, robustez e satisfação dos motoristas com o conforto, especialmente pela cabina leito teto alto, uma vez que eles só trabalham durante o dia e podem usar a cama da boleia para descanso e pernoite”.

O cliente informa ainda que conta a favor do Actros o fato dele manter o mesmo desempenho tanto na estrada como dentro das fazendas de soja, milho e sorgo. “O tritrem com basculamento lateral oferece rapidez no descarregamento de grãos e de fertilizantes, aumentando a produtividade no escoamento da produção agrícola. Além disso, tem mais facilidade de operação em comparação com o basculante convencional, que necessita de mais área para movimentação”.

De acordo com o cliente, o tritrem tem as mesmas dimensões e capacidade de um rodotrem, com 26 metros de comprimento, 9 eixos e 74 toneladas de PBTC – Peso Bruto Total Combinado. O diferencial são as três carretas, num conjunto que atende plenamente à legislação do setor.

Os 50 caminhões Actros 2651 6x4 leito teto alto adquiridos serão entregues até o final deste ano, juntamente com os tritrens, todos na mesma cor padrão da empresa. Nessa negociação conduzida pelos concessionários Mardisa de São Luís (MA) e Teresina (PI), o cliente também adquiriu mais 13 caminhões da marca: três extrapesados Axor 3131 6x4 para operações fora de estrada junto às fazendas, transportando grãos, fertilizantes e defensivos; seis semipesados Atego 2426 6x2 e três médios Atego 1419 para apoio no campo; além do primeiro Novo Actros da frota da RISA.

“Nossa expectativa é que o Novo Actros nos traga ainda mais economia no consumo de combustível, o que mostra que a Mercedes-Benz vem atendendo cada vez mais às demandas dos transportadores”, diz José Antônio.

“Aliás, os caminhões da marca estão melhores a cada dia porque estão ouvindo mais o cliente. O Actros foi ‘abrasileirado’ de acordo com nosso perfil de transporte. A opção de suspensão metálica e freios a tambor, por exemplo, aumentaram a robustez do caminhão, tornando-o mais adequado às condições das nossas estradas”, completa.

Ele ressalta ainda que a Risa tem uma tradição de fidelidade às parcerias e que isso vem crescendo com a Mercedes-Benz. “Com os novos caminhões, hoje a marca responde por mais de 60% da nossa frota de 300 caminhões. E para todos esses veículos contratamos planos de manutenção com duração de cinco anos. O ótimo relacionamento com a fábrica e o excelente atendimento e assistência oferecidos pela Mardisa reforçam essa parceria”.

“O sucesso do Actros nos tritrens da Risa reafirmam, mais uma vez, a versatilidade desse nosso extrapesado como um mix road, que opera com a mesma eficiência, economia e produtividade nas rodovias e nos trechos não pavimentados dentro das áreas de produção no campo”, afirma Roberto Leoncini, vice-presidente de vendas e marketing caminhões e ônibus da Mercedes-Benz do Brasil.

“O rigor da Risa com as operações de transporte e logística no escoamento de grãos, o que faz dela uma gigante do setor no país, especialmente no Norte e Nordeste, aumenta ainda mais a credibilidade dessa solução da nossa marca para o agronegócio. É uma satisfação atender às expectativas da Risa e fortalecer ainda mais a nossa parceria”, conclui Leoncini.

Grupo Risa

O Grupo Risa atua na região da grande fronteira agrícola do Brasil hoje, conhecida como Matopiba, que abrange a área geográfica dos estados no Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia.

Com 38 anos de atividades, 18 filiais, seis fazendas e três misturadores de fertilizantes, o Grupo Risa engloba seis unidades de negócios: agricultura, fertilizantes, defensivos, logística, máquinas agrícolas e trading. Na cidade de Balsas, estão localizados o escritório central, armazéns gerais e várias de suas unidades. Na capital São Luís, conta com mais armazéns gerais e área de fertilizantes e em Uruçuí, no Oeste do Piauí, mantém culturas de soja e misturador de fertilizantes.

“Até 1998 nós trabalhamos muito bem da porteira para dentro. A partir daquele ano, percebemos que precisávamos olhar da porteira para fora. Foi aí que criamos a nossa unidade de logística, já com um diferencial de mercado: só fazemos exclusivamente o transporte de cargas próprias entre as unidades da Risa, nossas fazendas e dos parceiros e o Porto de Itaqui”, informa José Antônio.

“A partir daí começamos a agregar negócios em torno da agricultura, criando, em 2000, os misturadores de fertilizantes. Temos assim uma operação completa dentro do agronegócio, que vive um excelente momento na economia do País, sendo o setor mais produtivo e o mais estabilizado do Brasil”, finaliza o diretor presidente da Risa.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários