Banner MB top01
Mercado

NRG Argentina adquire 100 caminhões Stralis a gás natural comprimido (GNC)

Veículos serão utilizados para aplicações no desenvolvimento da região de Vaca Muerta. Trata-se da maior venda de caminhões a gás natural da América do Sul

30/09/2020 10h59Atualizado há 2 semanas
Por: Bruno Castilho
1.861

A Iveco negociou 100 unidades do Stralis Wi-Way NP Cursor 13 de GNC (gás natural comprimido) para a NRG Argentina, fornecedora de areia de fratura para a indústria petrolífera, em especial na região de Vaca Muerta, próximo à Patagônia, onde está localizado um reservatório de petróleo e gás.

Com mais de 20 anos de experiência mundial no desenvolvimento e comercialização de veículos movidos por energias alternativas, a Iveco tornou-se a primeira marca do segmento a atingir um marco dessas características na América do Sul.

“Temos o orgulho de anunciar uma nova operação de venda de caminhões a GNC e afirmar que é a maior operação da região no que diz respeito a combustíveis alternativos. Para a marca, é muito importante construir alianças estratégicas, como no caso da NRG Argentina, onde a tecnologia de nossos produtos é introduzida de forma economicamente sustentável, permitindo o desenvolvimento de soluções de transporte na Argentina, um país com grandes oportunidades e um futuro energético promissor", afirma Márcio Querichelli, líder da Iveco na América do Sul.

A NRG Argentina é uma empresa que oferece insumos estratégicos ao setor de petróleo e gás, tais como areia natural e agente sintético ultraleve em quantidades e tempos exigidos pela operação. É a primeira empresa integrada do setor, pois além de fornecer esses produtos críticos para o desenvolvimento responsável de recursos não convencionais, oferece serviços de última milha e de condução no local.

Da mesma forma, a empresa executa uma estratégia de triplo impacto, enfocando tanto na obtenção de resultados comerciais bem-sucedidos quanto na consideração do ambiente onde opera e no uso responsável dos recursos.

"A aquisição de uma frota de caminhões a GNC é um claro exemplo da importância para a NRG Argentina de incorporar tecnologias e boas práticas que levem em conta o cuidado com o meio ambiente e, ao mesmo tempo, fornece as soluções que os clientes precisam", disse Cesar Güercio, CEO da NRG Argentina.

Outra característica notável da operação é a venda de 100 contratos de manutenção que acompanham as unidades concedidas pela empresa. Nesse sentido, a marca ajudará a NRG no desenvolvimento de um centro exclusivo de atendimento e manutenção dentro da sua base de operações, localizada na província de Rio Negro

"Continuamos oferecendo a nossos clientes uma solução sustentável, tanto para o meio ambiente quanto para a rentabilidade do negócio. Essa venda significa um grande passo para a introdução dessa tecnologia no mercado local onde a Iveco procura liderar a mudança, como fizemos na Europa, e que responde a uma mudança na matriz energética em nosso país. Além disso, a venda de 100 contratos de manutenção para essas unidades reafirma um acordo ao longo do tempo em que a Iveco não oferece um produto, mas sim uma solução logística e operacional completa", diz Francisco Spasaro, diretor comercial da Iveco na Argentina.

Os novos veículos adquiridos pela empresa de Rio Negro possuem alta tecnologia, design e equipamentos superiores aos seus homólogos a diesel com um benefício de 40% a 50% na redução dos custos de combustível.

Os caminhões, que farão seu trabalho entre as províncias argentinas de Entre Rios, Neuquén e Rio Negro, têm uma configuração AS440S46T/P 6x2 e, por serem movidos a GNC, apresentam reduções na emissão de gases de até 90% de dióxido de nitrogênio, 99% de partículas e até 95% de dióxido de carbono quando o biometano é utilizado como combustível.

Além disso, os caminhões possuem uma certificação PIEK que garante níveis de ruído abaixo de 71dB, tecnologia de freio AEBS, retardador hidráulico, ESP e suspensão pneumática no eixo traseiro. 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários