Nova Campanha
RODOVIAS

24 mil km de estradas sob concessão. Número promete dobrar em 5 anos

Estimativa é de Marco Aurélio de Barcelos Silva, presidente da Associação Brasileira de Concessionária de Rodovias (ABCR), que participou da abertura da Paving Expo, em São Paulo

09/06/2022 09h42Atualizado há 4 semanas
Por: Romulo Felippe
43.338

 

O Brasil poderá duplicar a extensão de rodovias concessionadas em até cinco anos segundo o presidente da Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR), Marco Aurélio de Barcelos Silva. Hoje, as empresas privadas são responsáveis pela concessão de 24 mil km de estradas de acordo com Silva, número que poderá atingir 48 mil km. O executivo avalia que boa parte das novas concessões devem se originar dos leilões previstos – somente o governo federal estaria responsável pela estruturação de cerca de 19 mil km passíveis de concessão.

 

Silva participou da abertura da Paving Expo 2022, que volta a ter a edição totalmente presencial. O executivo também destacou as iniciativas do Ministério da Infraestrutura (Minfra), inclusive o recente road show para investidores internacionais em Nova York. De acordo com ele, a possível entrada de novos players é positiva para o setor. Silva também acredita que a manutenção de infraestrutura como política de estado é necessária e deve ser estimulada, principalmente com as eleições desse ano.

 

O presidente da ABCR também destacou o papel dos investimentos públicos em infraestrutura, hoje estimados entre 7 e 8 bilhões de reais por ano, dos quais metade seria canalizado para o modal rodoviário. Silva também acredita que o setor público pode abrir espaço para concessões menores focados somente em manutenção de rodovias, cuja remuneração viria dos serviços prestados em estradas de menor dimensão, exigindo contratos menos complexos.

 

André Kuhn, presidente da Valec, também participou da abertura do evento e destacou o processo de integração da empresa com a EPL, outra empresa pública da área de infraestrutura. A fusão das duas companhias deve criar uma organização pública voltada à estruturação de projetos de infraestrutura. Essa estruturação é importante principalmente em projetos de ferrovias, cujo início do retorno de investimento tende a ser mais alongado do que as concessões de rodovias.

 

Riumar dos Santos, presidente da Associação Brasileira dos Departamentos Estaduais de Estradas e Rodagem (Abder), por sua vez, destacou que o Brasil tem ainda um grande potencial no setor de construção rodoviário: o país tem 1,7 milhão de rodovias, das quais cerca de 260 mil km são pavimentados. Somente a França – que tem o tamanho de Minas Gerais – totaliza 800 mil km de estradas pavimentadas. Já os Estados Unidos têm praticamente metade de seus 3,8 milhões de km de estradas já pavimentadas. 

 

A abertura da Paving Expo contou ainda com o titular da Diretoria de Obras e Cooperação (DOC), general de Brigada Rogério Cetrim de Siqueira, que destacou o papel da DOC em várias obras estratégicas para o Brasil, mas que não têm a atratividade para a iniciativa privada. O órgão tem 11 batalhões de engenharia e responde diretamente por cerca de 5% das obras rodoviárias debaixo do guarda-chuva do Ministério da Infraestrutura (Minfra).

 

O presidente da Brasinfra, José Alberto Pereira Ribeiro, também participou da abertura, destacando o papel das 12 entidades de infraestrutura que fazem parte da associação. Sandro Rubim, CEO da Marvitec, primeiro parceiro comercial da Paving Expo ainda em 2019, elogiou a continuidade do evento, agora na retomada da edição presencial. O coronel PM, Ricardo Tofanelli, comandante do policiamento rodoviário do estado de São Paulo também fez parte da mesa de abertura da Paving Expo.

 

Diretor geral da feira e congresso, Guilherme Torres, comemorou o retorno do evento presencial, depois de duas edições virtuais anteriores e uma edição híbrida e virtual realizada em 2021. “Criamos a Paving Expo como um novo modelo de evento para o setor, com custo viável e altamente focado em conteúdo de qualidade”, disse. Segundo ele, mais de 100 palestrantes devem se apresentar nos três dias de evento, que acontece até o dia 10 de junho.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários