banner topo
OFF-ROAD

Serra Verde recebe frota de caminhões para operações de terras raras

Com previsão para início ao longo deste ano, mineradora já realizou a compra de 21 veículos para desenvolvimento da mina

26/01/2022 15h49Atualizado há 4 meses
Por: Romulo Felippe
21.581

 

A Mineração Serra Verde acaba de receber a nova frota de caminhões de transporte de minério e estéril, com 21 veículos que serão utilizados na operação de terras raras prevista para início ainda este ano, é o que informa Sérgio Saraiva, Gerente de Mina da SVPM. Tendo como objetivo se consolidar como uma das principais produtoras mundiais de terras raras do mundo,, a empresa já contava com outras 21 máquinas pesadas, como escavadeiras, tratores e carregadeiras, recebidas em 2021.

 

“São caminhões automáticos, robustos e de ótima confiabilidade para a operação da mina que, em breve, vão contar com sistemas de monitoramento para análise dos componentes, desde a pressão e temperatura dos pneus, quantidade transportada, sistema de consumo de combustível e, para segurança e conforto dos operadores, até sistemas de anticolisão e gestão de fadiga (controle do sono). Esses veículos que têm capacidade de carga para 36 a 45 toneladas, estão entre os melhores do mercado”, explica Rudyard Santos, Coordenador de Manutenção de Frota da SVPM. Ele afirma que, neste primeiro semestre, 25% da nova frota será utilizada com mão de obra efetiva e, com a produção ativa da mina e planta de beneficiamento, haverá um acréscimo de cerca de 20 caminhões em 2023. “Devemos chegar a 100 equipamentos próprios”, conta.

 

De acordo com Luciano Borges, Vice-Presidente Executivo da Mineração Serra Verde, no ano passado, foi dado início ao desenvolvimento da construção da primeira abertura da futura mina. “Já estávamos utilizando caminhões fora-de-estrada, de grande porte (CAT 777), para cumprirmos com os prazos com maior eficiência, gastando menos combustível e emitindo menos CO. Queremos assegurar que, até nas mínimas atividades do projeto, a sustentabilidade, assim como a segurança, seja uma prioridade”, explica o executivo.

 

Com o novo maquinário, a mineradora também já começou a preparação para a retirada do solo orgânico, que é estocado para reposição e recuperação ambiental das áreas lavradas. “Nosso potencial de recursos para expandir a nossa participação na cadeia produtiva global é muito grande, e tenho certeza que este ano será ainda mais promissor”, finaliza Luciano Borges.

 

A Mineração Serra Verde foi fundada em 2008, com o objetivo de desenvolver um projeto de concentrado de terras raras em nível de classe mundial a ser implantado no município de Minaçu, Estado de Goiás, Brasil.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários