Natal Mercedes
Brasil

Em ano de pandemia, roubo e furto de caminhões e cargas caem 24,6% no Brasil

O ano de 2020 ainda registrou 46,4% menos ocorrências de roubo e furto do que 2019, segundo dados do Grupo Tracker

04/02/2021 12h09
Por: Redação da Revista Caminhões
71

O ano de 2020 registrou 46,4% menos ocorrências de roubo e furto do que 2019, segundo dados do Grupo Tracker, maior empresa de rastreamento e localização de veículos do país, que durante a pandemia mapeou quinzenalmente o comportamento desse tipo de crime. A categoria automóveis (que inclui os SUVs e pick-ups) teve a maior queda, 56,5%; motocicletas vem em seguida, com redução de 31,4% nas ocorrências; caminhões e cargas caiu 24,6% e os Utilitários apenas 2,9% de queda.

“O único setor que praticamente não parou foi o de transporte, por isso uma queda menos acentuada nesses segmentos. Os furgões, por exemplo, são de extrema importância, porque conseguem chegar a vilas que os caminhões maiores não vão”, afirma o coordenador do comando de operações do Grupo Tracker, Vitor Correa. “Por outro lado, boa parte da população ainda está em home office ou estudando em casa, o que diminui o número de carros circulando e estacionados por horas na rua”, completa.

A única categoria que apresentou alta foi a de máquinas, 166,7%, com predomínio das ocorrências nos meses de maio, junho, julho e agosto. “Consideramos a hipótese dos bandidos estarem migrando para esse segmento em busca de novas oportunidades, uma vez que o mercado de agronegócio vem aquecendo ao longo dos anos”, analisa o gerente de marketing e produtos, Rodrigo Rufca.

Para ele, a queda nos números também está associada a eficácia e agilidade das empresas de rastreamento em localizar veículos roubados e furtados. “Os equipamentos de monitoramento e rastreamento do Grupo Tracker, por exemplo, se antecipam a ação dos bandidos, muitas vezes emitindo sinais de alerta de inibidores de sinais antes da empresa contratante identificar algo anormal no trajeto do motorista. Trabalhamos incansavelmente para estarmos sempre um passo à frente dos criminosos e para coibir cada vez mais esse tipo de crime”, diz Rufca.

Paralelo a isso, a empresa investe pesado em infraestrutura e possui ampla rede privada de antenas de radiofrequência na América Latina. Em 20 anos de atividade no país, o Grupo Tracker já realizou mais de 53 mil recuperações, evitando um prejuízo de cerca de R$ 4,7 bilhões. 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários