OTIMISMO NA CARRETA

Implementos vendidos no Brasil chegarão a 145 mil em 2023, diz Anfir

Redução de juros e vendas de Reboques e Semirreboques com 4º eixo podem ampliar vendas do segmento Pesado; Nova estimativa para o ano para o mercado total é de 145 mil unidades; Resultado do PIB no segundo trimestre foi surpresa positiva

11/09/2023 09h54Atualizado há 6 meses
Por: Romulo Felippe
José Carlos Spricigo, presidente da entidade
José Carlos Spricigo, presidente da entidade

 

A Anfir -Associação Nacional dos Fabricantes de Implementos Rodoviários atualizou a previsão de desempenho do setor para 2023. A entidade acredita que esse ano poderão ser emplacados 145 mil produtos, ante 135 mil unidades da previsão anterior. “A redução na taxa de juros somada a procura de produtos Pesados com 4º eixo poderão influenciar positivamente nosso mercado em 2023”, diz José Carlos Spricigo, presidente da entidade.

 

O segmento de Reboques e Semirreboques deverá ser responsável pelo crescimento acima da previsão inicial. O setor poderá entregar 85 mil produtos, ante os 75 mil previstos inicialmente. “Temos uma conjunção favorável de fatores que deverá dar suporte a esse crescimento”, explica o presidente da Anfir. A previsão de emplacamentos dos produtos da Linha Leve não deverá ser alterada.

 

PIB: surpresa positiva. O resultado do PIB no segundo trimestre do ano, que mostrou, segundo o IBGE, variação positiva de 0,9% foi bem recebido pela Anfir. “Trata-se de uma boa surpresa perceber que a economia está dando sinais de recuperação”, diz Spricigo que completa: “Ainda não é momento para comemorarmos porque a espiral de crescimento precisa estar consolidada”.

 

PAC: reflexos em 2024. Os investimentos anunciados pelo governo federal para o PAC-Programa de Aceleração do Crescimento só deverão refletir no desempenho do setor em 2024. “A dinâmica natural quando há investimentos públicos, ou seja, todo o processo de licitações faz com que a efetivação do PAC aconteça muito provavelmente no próximo ano”, conclui o presidente da Anfir. O PAC deverá ser responsável por investimentos da ordem de R$ 1,7 trilhão em todos os estados brasileiros.

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários