Nova 01
NO BRASIL

Placas solares e baús reciclados em frota de caminhões da PepsiCo

Projeto prevê redução de emissão com cerca de 7,8 toneladas de CO²/ano, o equivalente ao plantio de mais de 860 árvores

05/09/2023 16h19Atualizado há 10 meses
Por: Romulo Felippe

 

No ano em que celebra 70 anos no Brasil, a PepsiCo, uma das maiores empresas de alimentos e bebidas do mundo, traz mais um avanço em sua agenda ESG, que chama globalmente de PepsiCo Positive (pep+), agora com foco na distribuição de seus produtos. A companhia acaba de anunciar a evolução de sua frota, com a implementação de mais de 400 caminhões com seus baús feitos à base de BOPP - plástico flexível de embalagens de snacks, além de PET de garrafas recicladas de em sua composição junto à fibra de vidro.

 

O projeto integra também a instalação de painéis solares de filmes fotovoltaicos orgânicos (Organic Photovoltaics - OPV) - uma tecnologia pioneira no país para frotas e que garante a redução de emissões de gases de efeito estufa (GEEs) em mais de 250 destes veículos. A iniciativa está em linha com as metas da companhia, que preveem a redução de emissões de gases de efeito estufa, globalmente, em 40% até 2030.

 

A PepsiCo conta hoje com uma das maiores frotas do setor de bens de consumo do país, com mais de 4 mil veículos, sendo mais de 160 caminhões movidos a GNV ou elétricos. Ao todo, com o projeto do baú que leva materiais reciclados presente em mais de 400 caminhões, recuperamos aproximadamente 10 toneladas de plástico; ou o equivalente a 157 mil garrafas PET e mais de 376 mil embalagens de snacks, garantindo a circularidade desses materiais.

 

“Temos metas robustas em nossa estratégia ESG, e estamos investindo fortemente para alcançá-las. Nosso time busca parcerias e desenvolve conjuntamente soluções para que possamos acelerar essas transformações e diminuir o nosso impacto no meio ambiente e até regenerá-lo. Queríamos uma solução inovadora e que utilizasse energia limpa para nos apoiar na descarbonização da frota, e estamos felizes em entregar essa solução.”, afirmou Paulo Quirino, vice-presidente de operações da PepsiCo Brasil.

 

Por meio do investimento nos painéis solares, parte do combustível que seria consumido pelos caminhões agora será substituído por energia zero carbono, captada por meio de painéis instalados no teto dos veículos e fabricados com um filme tecnológico que é mais leve, mais eficiente (em relação ao projeto já vigente na PepsiCo) e propicia a recarga constante da bateria, inclusive com o veículo desligado. Desse modo, o sistema batizado como ORENgE®, contribuirá para reduzir ainda mais a pegada de carbono da companhia em sua operação logística, que garante a presença do portfólio da PepsiCo, que conta com produtos como LAY’S®, DORITOS®, CHEETOS®, TODDYNHO® e QUAKER®. No projeto, serão economizadas cerca de 7,8 toneladas de CO²/ano com os primeiros 250 caminhões, o equivalente ao plantio de mais de 860 árvores.

 

Por meio da parceria com a Sunew - fabricante brasileira dos painéis solares orgânicos (OPV), a PepsiCo garante uma melhoria operacional em sua frota, com aumento da produtividade tendo em vista que problemas elétricos e de baixa carga geravam horas paradas dos caminhões – e consequentemente, problemas de rota em toda a cadeia.

 

Os sistemas ORENgE® geram menor emissão de GEEs em relação aos tradicionais painéis solares de silício durante sua fabricação. “O payback de carbono do filme OPV é de menos de 100 dias, comparado com vários anos para as placas solares tradicionais e performa 30% melhor nas aplicações automotivas.” afirmou Felipe Travesso, sócio-diretor da Sunew. O filme OPV é a terceira geração da tecnologia de células solares, é semitransparente, leve e flexível, usando materiais sintéticos orgânicos à base de carbono.

 

A instalação dos painéis solares OPV nos caminhões da frota da PepsiCo foi realizada pela Facchini. A empresa instala kits plug-and-play para três modelos de veículos usados pela PepsiCo em sua operação e tem a capacidade de adaptar o sistema para atender qualquer modelo usado. A Facchini também foi parceira da PepsiCo no projeto de desenvolvimento do baú de caminhão que leva diversos materiais reciclados, como o BOPP – plástico flexível, em sua composição.

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários