OLHO NO FUTURO

ZF celebra seis décadas e meia de atuação no mercado brasileiro

Operações da ZF no País assumissem grande importância estratégica para todo o Grupo ZF nos últimos anos e, principalmente, para os clientes instalados no continente sul-americano

15/08/2023 11h14Atualizado há 6 meses
Por: Romulo Felippe

ZF chega aos 65 anos de atuação no Brasil, preparada para o futuro

 

Inovações, pioneirismos e grandes transformações marcam o período

Unidades da empresa no País estão entre as mais tecnológicas de todo o Grupo no mundo

Empresa opera com processos robustos e possui iniciativas locais de destaque global, em linha com seus compromissos de sustentabilidade

A ZF completa 65 anos de Brasil neste ano de 2023 acrescentando à sua história capítulos de grandes transformações, inovações e pioneirismos. Um conjunto de palavras fortes que demonstram uma sequência de decisões estratégicas, globais e nacionais, responsáveis por fortalecer a empresa de tecnologia no campo da mobilidade, tornando-a cada vez mais presente no dia a dia das pessoas. 

 

Nem todos os usuários da mobilidade tem o conhecimento de que, nos veículos que circulam por ruas e estradas do Brasil, desde ao mais leves até os mais pesados, há pelo menos uma tecnologia ou componente desenvolvido pela ZF no Brasil ou por outras unidades da empresa ao redor do mundo. O mais importante dessa constatação não está ligado apenas ao volume, mas à sua contribuição para o avanço das tecnologias e soluções digitais presentes nos veículos e, também em implementos rodoviários. Sua presença bem-sucedida se estende, por exemplo, para os setores agrícola, de construção, energia eólica, marítimo e fluvial, além da forte atuação no setor da reposição de peças, com a ZF Aftermarket.

 

“Os passos que influenciaram os avanços da ZF estão ligados à capacidade de nossos times de atender as necessidades do mercado como um todo, hoje e no futuro”, disse Carlos Delich, presidente da ZF na América do Sul. Dois dos movimentos de maior transformação do Grupo ZF ocorreram após a incorporação, em âmbito global, da TRW em 2015, e da WABCO em 2020, ambas com forte impacto no Brasil. 

 

As unidades de ambas as marcas instaladas no País são referências em suas áreas. Por um lado, a combinação de forças da ZF com a TRW trouxe avanços ao desenvolvimento e produção de sistemas de segurança ativa e passiva e eletrônicos, em Limeira, SP.  Por outro lado, a aquisição da WABCO, tornou a ZF a maior fornecedora para veículos comerciais pesados do mundo, com sistemas de atuação em direção, freios, controle eletrônico de estabilidade (ESC), soluções digitais, entre outros itens, que agregaram as mais avançadas tecnologias do mundo para o setor de transportes rodoviário de carga e passageiros, incluindo tecnologias para carretas. Com isso, abriu-se caminho para a construção de uma nova história. As aquisições tornaram a ZF uma das principais provedoras globais de soluções capazes de agregar mais segurança, eficiência e sustentabilidade à mobilidade. 

 

As dimensões continentais do Brasil, além do vasto potencial e diversidade de demandas por tecnologias mais sustentáveis, fizeram com que as operações da ZF no País assumissem grande importância estratégica para todo o Grupo ZF nos últimos anos e, principalmente, para os clientes instalados no continente sul-americano.  

 

A comprovada experiência da engenharia nacional em desenvolver soluções criativas e eficientes para as mais variadas aplicações, elevou significativamente a importância da operação no contexto global da empresa.  Hoje as unidades da ZF instaladas no Brasil estão entre as mais modernas do mundo do Grupo ZF, graças não só aos investimentos em P&D - Pesquisa e Desenvolvimento, mas em grande parte ao talento dos seus colaboradores. 

 

A unidade responsável pela produção de eixos agrícolas por exemplo, em Sorocaba, SP, é um centro global de desenvolvimento para este tipo de produto. A alta demanda nacional do setor agrícola por soluções tecnológicas que ofereçam cada vez mais eficiência e produtividade favorece ainda mais a engenharia local da ZF.  

 

Outro exemplo em que o “expertise” da engenharia nacional é reconhecido mundialmente está na área de energia eólica. Em função do “know-how” dos profissionais brasileiros no desenvolvimento de caixas multiplicadoras no País, equipamentos considerados o coração da geração de energia eólica, desde 2020 essa divisão no Brasil passou a contribuir diretamente no desenvolvimento de tecnologias e soluções de serviços voltadas ao setor de energia eólica global. 

 

Em 2021 a ZF inaugurou em sua unidade industrial de Limeira/SP uma nova linha de produção de colunas de direção elétrica. Considerando as suas tecnologias em termos de controles e automação, a unidade se transformou em referência global em seu segmento. A unidade é considerada a mais moderna de todo o Grupo ZF no mundo para a produção deste tipo de componente, cuja liderança de mercado no Brasil é da ZF.

 

Em apenas seis anos de operação, o Centro de Distribuição da ZF para o mercado de reposição, localizado em Itu, SP, onde se concentram as atividades de logística de peças das marcas ZF, LEMFÖRDER, SACHS e TRW já está entre os mais digitalizados da ZF Aftermarket em termos globais. 

 

A velocidade na digitalização dos processos vem acelerando as iniciativas digitais e transformações para os clientes da ZF Aftermarket em várias frentes, desde o acesso à informação, programas de qualificação até o fornecimento de soluções de agendamento de serviços e compra de peças, por exemplo, entre outras iniciativas que vem mudando dia a dia da cadeia de reposição no Brasil. 

 

Nestes 65 anos de Brasil, a ZF assumiu protagonismo no desenvolvimento e produção local de tecnologias de ponta. Com sua política de rápida transferência tecnológica para o País, sempre se antecipando às necessidades e novas tendências nacionais, a empresa tem histórico positivo de localização de produção em suas unidades industriais. A experiência adquirida neste período de atuação no Brasil trouxe proximidade com os clientes e com o mercado. Por isso mesmo, a ZF é uma das empresas do setor automotivo que mais investiu na localização de produtos nos últimos anos, favorecendo a introdução de tecnologias de alta demanda no País 

 

Com essa estratégia, o pioneirismo mais uma vez se fez presente na sua história. A empresa foi a primeira do setor automotivo brasileiro a nacionalizar, ano passado, o sistema de freio de estacionamento elétrico, o EPB - Electric Parking Brake. Os equipamentos, que proporcionam maior segurança e eficiência nas frenagens, são produzidas na unidade industrial de Limeira, SP, considerada uma das mais modernas do mundo dentro do Grupo ZF. Entre os méritos da unidade paulista está a marca de seis milhões de componentes eletrônicos produzidos até 2022. 

 

Nesta mesma unidade, a ZF também passou a produzir, em 2021, a geração 7.5 do componente de segurança ativa Airbag Control Unit – ACU. Desde 2013, a ZF é a única empresa do setor automotivo a produzir módulos eletrônicos de segurança no Brasil. Neste segundo semestre anunciou a produção local do ESC (Sistema Eletrônico de Estabilidade). Com mais essa nacionalização passou também a ser a única empresa de tecnologia a produzir no País a parte eletrônica para esse sistema, cuja obrigatoriedade já existe na Europa e, a partir de 2024, também terá no Brasil.

 

A mais nova geração de transmissões automatizadas TraXon para veículos comerciais também passou a ser produzida no Brasil, em Sorocaba, SP, a partir de 2020.  A ZF fez história no Brasil sempre oferecendo soluções avançadas que representam o estado da arte em transmissões. Foi assim quando pioneiramente apresentou as primeiras transmissões automáticas para carros de passeio, ainda na década de 1960. Desde que chegou ao Brasil, em 1958, a ZF é conhecida e respeitada pela confiabilidade técnica presente nestes equipamentos. As transmissões ZF, sejam manuais, automáticas ou automatizadas equipam as mais variadas marcas de veículos que circulam pelo Brasil, tanto leves como pesados.   

 

Atualmente a ZF possui oito unidades industriais instaladas no Brasil e uma na Argentina, em San Francisco, com escritórios em Bogotá, na Colômbia, e em Buenos Aires, Argentina e também uma pista de testes própria em Limeira, SP. Além disso, opera com três centros de distribuição; em Itu e Campinas, SP, e também em Cali, na Colômbia. Em 2022, a ZF registrou vendas de 7,11 bilhões de reais na América do Sul, com investimentos de 134,2 milhões de reais em P&D – Pesquisa e Desenvolvimento. A empresa opera hoje com cerca de 5.6 mil colaboradores. 

 

A qualificação e aperfeiçoamento de seus profissionais é um dos campos de maior valor para a empresa. Neste período de Brasil, já enviou centenas de colaboradores brasileiros para atuar nas mais diversas áreas e ocupar importantes cargos em suas unidades em todo o mundo.   

 

Como empresa-cidadã e socialmente responsável, há mais de 25 anos a ZF mantém parceria com o Projeto Pescar, voltado à capacitação de jovens em situação de vulnerabilidade social e ampliação de oportunidades de inserção ao mercado de trabalho. Durante o período, só com o Projeto Pescar, mais de 400 jovens foram beneficiados.

 

O compromisso com o bem-estar dos colaboradores é uma das verticais da ZF no Brasil. As iniciativas sociais incluídas no contexto do ESG (Environmental, Social and Governance), vem de longa data, mas em 2022 incorporou o programa “Embaixadores da Diversidade”. Desde a sua criação, os colaboradores se dedicam a uma agenda regular de educação sobre diversidade e inclusão, com campanhas e comunicações estratégicas.  Em 2023, o foco das atividades está na proposta de ações internas voltadas à inclusão e com potencial de serem implementadas em toda a organização. 

 

O público externo também foi contemplado nas ações de ordem social da empresa por meio da Campanha “Amiguinhos ZF”, iniciativa que tem o objetivo de conscientizar crianças e jovens de 4 a 12 anos sobre cidadania, respeito e educação sobre mobilidade segura e sustentável. A ação entrega conteúdo gratuito para todo o público por meio de website oficial desde 2020.

 

Na área ambiental a ZF vem trabalhando dia a dia para atingir a meta de tornar-se globalmente neutra para o clima até 2040. Entre inúmeras ações já desenvolvidas, destaque para a marca “aterro zero” na planta de Limeira, SP, em 2022 e na unidade II de Sorocaba, em 2021. Todas essas conquistas trouxeram inúmeros prêmios para a ZF ao longo dos anos, tanto das mídias especializadas como de seus clientes. 

 

Centenária no mundo, a ZF tem uma relação particularmente especial com o Brasil, considerando que aqui a empresa começou sua trajetória de forte internacionalização e expansão, instalando sua primeira unidade fora da Alemanha, em 1958. “Desde o início de suas operações no Brasil, a ZF vem contribuindo fortemente para enriquecer a história global da empresa pelo mundo. O brasileiro é reconhecido pela sua paixão no que faz e pela inovação presente no seu DNA. Isso faz toda a diferença para continuarmos avançando com boas e novas soluções ao mercado”, finaliza Delich.

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários