DICAS

Como deve ser feita a avaliação para a contratação de um bom motorista?

Buonny explica a importância de fazer um check list inteligente para contratar e também avaliar o desempenho do profissional em suas funções

20/02/2023 07h31Atualizado há 1 ano
Por: Romulo Felippe

 

O motorista é de fundamental importância no transporte de cargas. Por isso, na hora de contratar um profissional ou mesmo avaliar o desempenho, gestores de frotas precisam usar ferramentas tecnológicas para otimizar o processo.

 

Como a avaliação de motorista é um recurso responsável por medir a contribuição do condutor no dia a dia de uma transportadora, o gestor de frota tem dados consistentes para conceder feedbacks (positivos e negativos) aos motoristas, contribuindo para o desenvolvimento do profissional e, consequentemente, com a qualidade do serviço.

 

Quais os benefícios em fazer a avaliação de motorista? Ao fazer uma avaliação de motorista de caminhão, é possível observar o desempenho deles com relação às boas práticas disseminadas pela empresa de transporte. Assim, quando essa avaliação é bem executada, o processo dá uma visão ampla ao gestor de frota e contribui para benefícios, como: redução de gastos com multas de trânsito; redução no consumo de combustível; melhora nos prazos de entregas dos produtos; aumento da vida útil dos veículos; redução nos índices de manutenções corretivas; facilidade no controle da jornada de trabalho dos motoristas; redução das ocorrências por acidentes.

 

Como fazer a avaliação de performance do motorista da frota? O checklist de avaliação de motorista pode variar de acordo com a empresa, pois de acordo com o tipo de serviço oferecido, existem algumas competências que precisam ser monitoradas para que o desempenho dos motoristas seja avaliado de forma justa e efetiva. 

 

Para fazer um checklist ou planilha de avaliação de motorista, a Buonny, gerenciadora de riscos, listou pontos que são essenciais nesse processo. Avaliar o nível de condução defensiva dos motoristas. O nível de condução defensiva do motorista diz muito sobre a sua capacitação e também conduta ao volante. Logo, é fundamental fazer a avaliação do nível de direção defensiva que vem sendo praticado com os veículos da frota.  

 

Para tanto, existem sistemas de monitoramento da viagem em tempo real, como o MDVR (Monitor Driver Video Recorder) e o sensor de fadiga. A telemetria também pode auxiliar no acompanhamento da performance do motorista em situações de risco e ao tomar decisões preventivas para evitar acidentes.

 

Como cada condutor possui responsabilidade sobre o veículo que está conduzindo, portanto é fundamental que as condições do mesmo também façam parte do checklist de avaliação do motorista. O gestor pode recorrer aos sistemas de checklists de veículos, nos quais o próprio motorista pode preencher as informações, usando para isso aplicativo integrado ao sistema de gestão de frotas.

 

Quando a questão é checklist de avaliação de motorista, o cumprimento de prazos e horários dos condutores é um índice básico. Quando os prazos não são cumpridos de forma corriqueira, pode indicar uma falha no planejamento da rota, problemas no trânsito e rodovias, ou mesmo a falta de comprometimento do condutor.

 

Logo, é preciso incluir esse indicador no checklist de avaliação do motorista para tentar ao máximo manter os veículos da frota funcionando de forma segura, garantindo as entregas dentro dos prazos e a qualidade do serviço. Os indicadores de desempenho (KPIs) são ferramentas indispensáveis para o gestor de frota tomar decisões de forma assertiva. 

 

Isso também ajuda a equipe de condutores a entender que a avaliação de desempenho é justa, já que se baseia em dados enviados de sistemas de acompanhamento em tempo real. Como fazer um check list? O checklist de avaliação do motorista precisa contemplar habilidades técnicas e comportamentais, que devem estar alinhados à eficiência e qualidade esperados pela gestão da frota.

 

Veja, a seguir, as competências e habilidades que não podem faltar na avaliação do motorista: Habilidades interpessoais como boa comunicação; pontualidade; bom histórico de comportamento no trânsito; comprometimento; capacidade de fazer uma manutenção básica no veículo; capacidade de gerir riscos; proatividade; automotivação;  qualificações adequadas ao transporte de cargas.

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários