CARREGA NAS COSTAS

Transporte representou 5,1% do PIB no primeiro trimestre de 2023

Por conta do crescimento, setor está investindo cada vez mais em sustentabilidade

16/10/2023 11h27Atualizado há 7 meses
Por: Romulo Felippe
Sada Transportes, uma das finalistas do prêmio
Sada Transportes, uma das finalistas do prêmio

 

Ao longo dos últimos anos, o termo ESG (em português equivale a sigla para Ambiental, Social e Governança) tem ganhado força no ambiente empresarial. O que antes parecia um diferencial, se tornou relevante para as empresas que adotam projetos que se enquadram nesse novo cenário.  

No Brasil, a adoção de uma agenda ESG é cada vez mais discutida e aplicada. Dados de um estudo realizado pela KPMG, indicam que 76% das empresas brasileiras, desde empresas privadas de todos os setores, até órgãos públicos, bancos e gestores de investimento, adicionaram práticas ESG em suas estratégias de negócio.  

No transporte rodoviário de cargas, setor que representou 5,1% do Produto Interno Bruto do Brasil no primeiro trimestre de 2023 e responsável por movimentar mais de 65% de tudo que é produzido no país, os projetos ESG têm crescido ano após ano. De acordo com as inscrições para o Prêmio de Sustentabilidade do SETCESP - Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas de São Paulo e Região, o número de projetos e iniciativas em sustentabilidade e ESG , mais que dobrou nos últimos dois anos, passando de 33 projetos em 2021, para 69 projetos em 2023. Além disso, as inscrições bateram recordes de empresas participantes, passando de 25 organizações em 2022, para 38 neste ano.    

O Prêmio de Sustentabilidade foi lançado em 2015 com o objetivo de reconhecer e destacar as empresas de transporte associadas à entidade que estão criando projetos de acordo com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU, e através deles, reduzem os impactos ambientais, geram desenvolvimento social e econômico e que prezam pela segurança viária e do trabalho de seus colaboradores.  

De acordo com Adriano Depentor, presidente do conselho superior e administrativo do SETCESP, “O Prêmio de Sustentabilidade da entidade é uma grande oportunidade para destacarmos que o transporte rodoviário de cargas também está evoluindo quando o assunto são práticas ESG. Estamos batendo recordes de empresas inscritas. Em 2023, as instituições inscritas representam 34.872 veículos na frota e 68.740 colaboradores. Então, podemos dizer que sim, o TRC tem acompanhado as tendências do mundo corporativo”.  

Para as transportadoras a participação no Prêmio de Sustentabilidade é uma jornada que inicia em abril com a abertura das inscrições. Os projetos são avaliados por uma banca de jurados especialistas em sustentabilidade e transportes, que elegem os finalistas nas quatro categorias: Governança, Responsabilidade Ambiental, Responsabilidade Social e Responsabilidade na Segurança Viária ou do Trabalho.  

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários