SOLIDARIEDADE

Braspress transportou 6 toneladas de alimentos para vítimas de ciclone

As coletas dos donativos foram realizadas em Nova Friburgo (RJ), Guarulhos e Franca (SP) e foram entregues em Porto Alegre e Encantado (RS)

27/09/2023 09h42Atualizado há 7 meses
Por: Romulo Felippe

 

A Braspress, tradicional empresa de transporte de encomendas, transportou donativos com destino ao Rio Grande do Sul, ao longo do mês de setembro. Foram transportados 6.244 quilos de remédios, roupas, calçados, lingeries, alimentos, colchões, entre outros materiais doados por empresas.                          

As coletas dos donativos foram realizadas em Nova Friburgo (RJ), Guarulhos e Franca (SP) e foram entregues em Porto Alegre e Encantado (RS), de forma totalmente solidária e que atendeu a variadas regiões do estado que sofreram com as calamidades do recente ciclone.              

Desde o início das suas atividades, a Braspress apoia causas sociais e afins através do “Transporte solidário”, que implica no transporte de doações – em sua maioria – a nível nacional, com a isenção da cobrança de fretes, devidamente autorizados pelo Diretor-Presidente da Companhia, Urubatan Helou.              

“Ser solidário está na alma da Braspress e não poderíamos presenciar situações como a que o Rio Grande do Sul está vivendo sem fazer nada. Em demais situações de catástrofes ambientais, como as ocorridas recentemente em São Sebastião (SP), Itabuna (BA), entre outras, também prestamos o nosso apoio e dessa vez não poderia ser diferente”, explicou o Urubatan Helou, Diretor-Presidente.              

Em ações como essas, a Organização aprimora o seu exercício com relação ao ESG (em português “Governança ambiental, social e corporativa”) e contribui para a reconstrução de vidas.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários