NÚMEROS DE 2023

Roubo e furto de caminhões crescem 22,5% no governo atual

Falta de policiamento, monitoramento e má qualidade das vias são os principais fatores de risco

07/07/2023 07h19Atualizado há 9 meses
Por: Romulo Felippe
Rodovias tornaram-se ainda mais arriscadas em 2023
Rodovias tornaram-se ainda mais arriscadas em 2023

 

Desde os primeiros meses de 2023, quando o atual governo federal assumiu, o Brasil vem enfrentando um crescente aumento nos roubos de caminhões nas estradas, situação que há muito tempo preocupa os transportadores espalhados pelo país. De acordo com o levantamento da Associação de Proteção Veicular APVS Truck, o número de ocorrências registradas de roubos e furtos de caminhões dos associados aumentou 22,5% entre janeiro e maio de 2023 em comparação com o mesmo período do ano passado.

 

Para Alberto Andrade, superintendente da APVS Truck, a falta de segurança é um dos facilitadores dos furtos e roubos nas estradas. Segundo Alberto, “aumentar o policiamento e o monitoramento das principais estradas do país pode ajudar a diminuir as ocorrências e a garantir mais tranquilidade para os caminhoneiros. Além disso, é preciso melhorar a condição da malha rodoviária brasileira. Estradas mais modernas evitariam que os veículos se envolvessem em acidentes ou apresentassem alguma falha, o que poderia minimizar as tentativas de roubo e furto em locais de risco”.

 

Somente no estado de São Paulo, em 2022 foram mais de 4.600 registros de assaltos, uma média de 17 caminhões roubados por dia. Guarulhos e São Paulo são as cidades que lideram o número de roubos, com 291 casos registrados na cidade da região metropolitana e 685 na capital São Paulo.

 

“Esse é um crescimento considerável, e, sabendo da situação do nosso país, a APVS Truck disponibiliza aos seus associados um serviço de monitoramento e rastreamento de veículos. Nos casos de roubo e furto, o associado é orientado a entrar em contato imediatamente com a central de assistência 24h para relatar o ocorrido”, comenta Alberto.

 

A associação também orienta todos os seus associados a seguirem algumas dicas para evitar situações perigosas e de risco, como planejar a rota com antecedência, utilizar rotas variáveis e praticar rodízio dos locais de abastecimento, de descanso e de alimentação.

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários