scanner01
DAF
VOLVO PESQUISOU

Pesquisa com empresas mostra que há pressão por caminhões elétricos

Um novo relatório realizado pela Ipsos e Volvo Trucks mostra que as empresas estão dispostas a pagar mais por fornecedores de transporte com menores emissões de CO2

21/09/2022 10h24Atualizado há 7 dias
Por: Romulo Felippe

 

A Volvo Trucks acredita que a eletrificação será o principal fator para os transportes rodoviários com zero emissões. A empresa de pesquisa Ipsos, em nome da Volvo Trucks, entrevistou 100 grandes empresas de comércio eletrônico e manufatura em oito países europeus sobre sua demanda por transportes livres de combustíveis fósseis em compras futuras.

 

A grande maioria dessas empresas estabeleceu metas para reduzir sua pegada climática. 78% dos entrevistados dizem que estão dispostos a pagar mais por um fornecedor de transporte com pouca ou nenhuma emissão de CO2 e 85% estão dispostos a mudar de fornecedor de transporte se não atenderem aos seus requisitos.

 

A pesquisa também mostra uma conexão clara entre suas futuras oportunidades de negócios e opções de transporte livre de combustíveis fósseis. 60% das empresas acreditam que correm o risco de perder clientes nos próximos três anos se não puderem atender à demanda de seus consumidores por entregas com pouca ou nenhuma emissão de CO2.

 

“É muito positivo ver esse grande impulso para o transporte de caminhões sem fósseis. Isso significa que veremos uma grande mudança na indústria nos próximos anos. Acreditamos que a eletrificação será o principal fator para os transportes rodoviários de emissão zero e estamos orgulhosos de já oferecer alternativas de caminhões totalmente elétricos para a maioria das tarefas. Tornar-se elétrico significa mais oportunidades de negócios”, diz Roger Alm, presidente da Volvo Trucks.

 

A Volvo Trucks estabeleceu uma meta global de que, em 2030, 50% de todos os novos caminhões vendidos serão elétricos a bateria ou célula de combustível. A transição para o elétrico está sendo liderada pela Europa e América do Norte, onde as metas são ainda maiores. Por exemplo, na Europa, a ambição atualmente é de cerca de 70% para todos os novos caminhões vendidos em 2030.

 

Fatos sobre a pesquisa

A pesquisa foi realizada em junho de 2022 e incluiu entrevistas com 100 profissionais de nível sênior, normalmente responsáveis ​​por compras, logística, gestão da cadeia de suprimentos e/ou sustentabilidade. Os países incluídos na pesquisa foram: Alemanha, França, Reino Unido, Itália, Espanha, Holanda, Suécia e Noruega.

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários