scanner01
DAF
COLETIVOS

Dicas de como realizar um bom controle dos pneus da frota

Veja como fazer o controle de pneus de ônibus na sua empresa de transporte de passageiros

22/08/2022 10h50Atualizado há 1 mês
Por: Romulo Felippe

 

Os pneus, hoje, representam cerca de 18% dos custos operacionais da transportadora, segundo a Associação Brasileira de Engenharia de Produção. Para melhorar esse cenário, o caminho é iniciar um processo de gestão de pneus. A marcação de pneus é feita para que o controle seja efetivo. Você precisa ter algum tipo de código que dê uma identidade única para cada peça.

 

Não são todas as marcas, mas, em alguns modelos, há um registro na lateral do pneu com a escrita “mark tire here”. Esse é o espaço que deve ser utilizado para fazer a marca de fogo. Caso o pneu não tenha essa inscrição, o espaço que você deve utilizar fica logo após as informações de DOT e dados do pneu.

 

O aparelho utilizado para realizar essa marcação é o ‘marcador elétrico para pneu’. É uma tarefa que pode ser realizada tanto na própria frota, quanto em um serviço por terceiros. Basta ter o equipamento necessário. Para um controle de pneus que gera a economia esperada, você primeiro tem que investir algum tempo no seu planejamento.

 

Nessa hora, você precisa, por exemplo, analisar os custos atuais que tem com os seus pneus para poder colocar objetivos e metas com o novo meio de controle que selecionar. Além disso, precisa identificar quantos pneus são perdidos mensalmente e qual o tempo médio de vida deles. Essas são informações que podem ajudar e muito num planejamento mais eficiente.

 

De qualquer maneira, um próximo passo seria escolher e implementar um sistema de controle de pneus de ônibus — os mais recomendados são a planilha ou o software. No mais, o seu controle de pneus de ônibus precisa criar rotinas de aferição, calibragem, rodízio e qualquer outro serviço relacionado aos cuidados com pneus. Pode parecer bastante coisa, mas não são tarefas diárias. 

 

Mas e aquela pergunta: como escolher os melhores pneus? “Primeiro, para escolher qualquer pneu, você precisa considerar três informações iniciais: o tamanho do pneu para o tamanho do ônibus; o tipo de banda de rodagem do modelo (ideal para qualquer tipo de superfície); e a severidade do pneu”, explica Luiz Felipe Pereira, sócio fundador e CTO no Prolog App.

 

A severidade pode ser alta, média ou baixa. Respectivamente, são: pneus mais duros e pesados, para viagens urbanas (com muita aceleração e frenagem); o meio-termo entre alta e baixa, é o estilo mais usado devido à sua versatilidade e bom desempenho tanto em viagens longas quanto viagens dentro da cidade; e pneus leves e velozes, que otimizam o consumo de combustível, perfeitos para viagens estaduais ou com longas retas asfaltadas.

 

Depois, também há os pneus mistos, que são mais indicados para estrada que contém asfalto e terra. Já que possui uma resistência um pouco melhor e ainda mantém um bom desempenho na estrada “comum”. Assim, o serviço de gestão de pneus identifica o pneu com melhor desempenho para a frota.

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários